domingo, 29 de abril de 2012

O que é educação Infantil


Educação Infantil
A educação infantil é considerada a primeira etapa da educação básica e tem como finalidade promover o desenvolvimento social, cognitivo, afetivo e físico do individuo. Cabe, portanto, à instituição de ensino a promoção de situações significativas de aprendizagem, entendendo o educando como agente de seu próprio conhecimento. Assim, o professor deve levar em conta o conhecimento prévio do aluno, utilizando-o como ponto de partida para o ensino do conhecimento cientifico.
É na escola que a criança tem a possibilidade de conviver com as mais variadas culturas e costumes, diversidade que deve ser valorizada como forma de ampliar a visão de mundo. Promover situações em que possam compartilhar opiniões, sentimentos, idéias e descobertas é um rico recurso para o ensino e a aprendizagem. Nesse sentido o Educandário Sta. Therezinha construiu o ensino da educação infantil como um conjunto de princípios e ações que orientam, direcionam e desafiam a prática pedagógica.
Partindo de uma concepção que considera a criança como cidadã, com plenos direitos de participar de ambientes estimuladores para seu desenvolvimento, para que ela, a partir disso, construa significações e obtenha maneiras cada vez mais complexas de sentir e pensar, acredita-se que é no espaço onde há interação com outras pessoas que ocorre a ação educativa.
Os conteúdos são apresentados por meio de atividades que propiciam aprendizagens significativas, respeitando os conhecimentos prévios das crianças. Essas atividades são propostas a fim de estruturar um cotidiano dinâmico, pensando na participação de todos, desenvolvendo a autonomia e a cooperação, além do foco central no trabalho propriamente pedagógico realizado com as crianças.
Pretende-se nessa proposta de educação infantil que as crianças desenvolvam, construam e adquiram conhecimentos e se tornem autônomas e cooperativas. Por isso, é que promovemos, nas práticas de educação e cuidado, a integração em todos os aspectos das crianças, reconhecendo a identidade de cada aluno, professor, família e unidade. Diante disso, o material Didático Expoente foi elaborado por uma equipe de profissionais que estão dia a dia nas escolas participando das descobertas infantis. O descobrir e o interagir fazem parte dos conteúdos interessantes que são apresentados.

Para atingir esse objetivo, é necessário que todas as crianças sejam encorajadas a participar das atividades propostas, dando sua opinião e manifestando suas preferências. É também importante proporcionar aos alunos elementos relacionados ás diversas linguagens e o contato com os vários conhecimentos.
Retângulo de cantos arredondados: Os conteúdos são concebidos como um meio para que as crianças desenvolvam suas capacidades e exercitem sua maneira própria de pensar, sentir e ser, ampliando sãs hipóteses acerca do mundo ao qual pertencem e construindo-se em um instrumento para compreensão da realidade.

A proposta pedagógica do Educandário Sta. Therezinha organiza os conteúdos propostos com base no Referencial  Curricular Nacional (RCN) para a educação infantil.




As orientações oferecidas por esse referencial, no qual o Educandário Sta. Therezinha se baseia, estão divididas em dois âmbitos: Formação Pessoal e Social e Conhecimento do mundo.
Formação Social e Pessoal
A formação pessoal e social trata das experiências que favorecem prioritariamente a construção do sujeito, explicando as questões que envolvem as relações estabelecidas entre sujeito e meio, o desenvolvimento das capacidades globais da criança, seus esquemas simbólicos de relacionar-se com os outros e consigo mesmo.
Nesse âmbito, destaca-se o grande eixo de trabalho chamado identidade e autonomia. A construção da identidade e da autonomia é para a criança o grande salto para a independência, pois autonomia pode ser definida como a capacidade de a criança tomar decisões sozinha, levando em conta regras, valores, sua perspectiva pessoal e a do outro. Conceber uma educação em direito á autonomia significa considerar as crianças como seres que têm vontade própria, capazes e competentes para construir conhecimentos e, em suas possibilidades, interferir n meio em que vivem.
Conhecimento de Mundo
Refere-se á construção de uma visão de mundo, ás relações com a natureza e com o corpo em diversas culturas, apresentadas de várias formas, em diferentes momentos, e objetiva explorar o potencial criativo e espontâneo da criança. Fazem parte desse âmbito os eixos de trabalho: Movimento, artes visuais, música, linguagem oral  e escrita, Natureza e Sociedade, matemática e outros temas de interesses da comunidade local.


Movimento
É uma característica natural da criança, que desde a vida intrauterina tem necessidade de se movimentar. É uma forma de linguagem com qual ela se comunica, expressa seus pensamentos, sentimentos e vivências, representa, interpreta e modifica a realidade.
Entender o caráter lúdico e expressivo da motricidade infantil, em que jogos, brincadeiras, dança e práticas esportivas revelam a cultura corporal, pode ajudar o educador a organizar sua prática, indo ao encontro das necessidades das crianças e refletindo sobre o espaço dado ao movimento em todos os momentos da rotina diária. O educador deve valorizar jogos motores e brincadeiras que contemplem a coordenação dos movimentos e o equilíbrio das crianças.
Arte Visuais
Ocupam um lugar privilegiado nas atividades propostas, pois as crianças demonstram grande talento para desenhar, pintar, esculpir. Como o movimento, como a brincadeira, a arte é uma dimensão humana que está presente em toda criança de maneira tão definitiva, que não existe forma de se trabalhar com uma sem relacioná-la a outra.
Música
Linguagem que se traduz em formas sonoras de expressa e comunicar sensações, sentimento e pensamentos, por meio da organização e do relacionamento expressivo entre o som e o silêncio. Com a música é possível expressar todos os ritmos existentes na vida.
A integração criança- música acontece por meio de brincadeiras e jogos e confere personalidade, significados simbólicos aos objetos sonoros ou instrumentais e á sua produção musical. Brincar estabelece relação com os materiais (representar animais, personagens, carros, máquinas), é prazeroso, alegre e possibilita o movimento, a efetividade e o desenvolvimento motor e rítmico.
Linguagem oral e Escrita
Esta relacionado ao desenvolvimento gradativo das capacidades associadas ás quatro competências lingüísticas básicas: falar, escutar, ler e escrever. A organização dos conteúdos desse eixo deve ser subordinar a critérios que possibilitem, ao mesmo tempo, dar continuidade ás propostas didáticas, ao trabalho desenvolvido nas diferentes faixas etárias e á diversidade de situações pedagógicas em um nível crescente de desafios.
Natureza e Sociedade
Este eixo reúne, de maneira integrada, temas relacionados ao mundo social e natural, respeitando as especificidades fontes e dos enfoques, advindos dos mais variados campos das Ciências Humanas e Naturais. É importante que as crianças tenham contato

com diferentes elementos, fenômenos e acontecimentos do mundo, que sejam incentivadas a observá-los e a explicá-los e que tenham acesso a modos variados de compreendê-los e respeitá-los. Durante a fase da educação infantil, a criança demonstra grande interesse por temas ligados a esse eixo, como pequenos animais, bichos de jardim, fenômenos da natureza (chuva, travão, relâmpago), festa da cidade, programas de televisão.
Matemática
Tem como finalidade proporcionar oportunidades para que as crianças desenvolvam as capacidades de estabelecer aproximações com algumas noções matemáticas presentes no seu cotidiano: construir, relações especiais e temporais; identificar pontos de referência para se situar e se deslocar no espaço e ter êxito nas qualificações, nas relações entre quantidade e entre as operações elementares, fazendo registros espontâneos.
Para a proposição de atividades coerentes com a faixa etária da criança é preciso conceber o aluno como um ser social,psicológico e histórico. Essa mesma concepção também é referencia para a proposta sociointeracionista, que tem como base trabalhar questões relevantes á pratica democrática e transformadora da realidade, para a formação de cidadãos críticos. Sempre é preciso considerar a criança como um ser que sente, pensa se expressa e age de múltiplas formas. Por essa razão, é fundamental uma prática pedagógica que complete as relações entre os envolvidos no processo de trabalho a ser seguido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário